4 marzo, 2024

Atrações não faltam na capital cearense. A começar pela bonita orla central formada pelas praias de Iracema, Meireles e Mucuripe, unidas pela Avenida Beira Mar, ponto de encontro de turistas e moradores ao entardecer. A 11 quilômetros do Centro, a praia do Futuro é perfeita para um mergulho com muita mordomia – as diversas barracas oferecem não só as típicas patinhas de caranguejo, mas também duchas de água doce, cadeiras, guarda-sóis e muita animação.
Nos arredores da cidade estão guardadas as dunas e as falésias coloridas que são a cara do Ceará. A bordo de bugues, são apreciadas nas praias de Morro Branco e das Fontes, na Costa Leste (ou do Sol Nascente). Por lá está ainda Porto das Dunas, o cenário do Beach Park. O Litoral Oeste (Sol Poente) tem como destaque as lagoas de Cumbuco e os bons ventos, que atraem adeptos do windsurf e do kitesurf.
Metrópole de vida noturna agitada, Fortaleza tem balada a semana toda – a segunda-feira, aliás, é considerada a mais animada do planeta. No quesito cultura, vale conferir a programação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, com teatros, cinemas, shows, museus e bares; ou simplesmente, apreciar a moderna arquitetura da construção. Não deixe de vislumbrar também a fachada art nouveau do Theatro José de Alencar, seja durante um espetáculo ou através de uma visita guiada.
Na hora de provar as delícias típicas da região, basta definir o cardápio e consultar o mapa. Caso a opção seja uma saborosa lagosta o endereço é a praia de Curuípe, onde aportam as jangadas repletas de frutos do mar. A comida do sertão, com direito a baião de dois e carne de sol, é encontrada nos bairros de Varjota e Aldeota, que também oferecem restaurantes de cozinha variada, com frutos do mar fresquinhos.
As tapiocas também ganharam um cantinho só para elas – fica no bairro de Messejana e reúne mais de 20 barracas que oferecem as delícias com os mais variados recheios. Já o artesanato está espalhado por toda a cidade. São diversas feiras e mercados onde os bonitos trabalhos em renda de labirinto, a mais tradicional do estado, dividem espaço com as redes de dormir, as garrafinhas com desenhos de areia colorida, os objetos em argila e madeira.

História de Fortaleza
A história da cidade de Fortaleza é marcada de altos e baixos constantes. A fixação dos primeiros colonizadores europeus foi muito custosa e de pouco sucesso inicial. A seca e os índios foram grandes entraves, além do fato de não ter sido achado nenhum metal precioso. O forte marca a ocupação e o surgimento da cidade como elemento protetor dos colonizadores. A vila, depois cidade, se consolida como entreposto para navegadores entre as capitanias do Sul e do Norte. Mais tarde (1799), com a autonomia administrativa da província do Ceará, Fortaleza torna-se aonto de convergência da produção de charque e algodão, que geram a riqueza necessária para a consolidação da cidade como líder dentre todas as outras da região. Na virada do século XIX para o século XX, Fortaleza passa por grandes mudanças urbanas, entre melhorias e o êxodo rural, e cresce muito, chegando ao final da década de 1910 como a sétima cidade em população do Brasil. Entre as décadas de 1950 e 1960, passa por um crescimento econômico que supera 100% e, ao final dos anos 70, começa a despontar como um futuro polo industrial do Nordeste com a implantação do Distrito Industrial de Fortaleza. Durante a abertura política após o Regime Militar, o povo elegeu a primeira mulher prefeita no Ceará, Maria Luiza, e a primeira prefeitura comandada por um partido de esquerda. No final do século, a administração da prefeitura e a cidade passam por diversas mudanças estruturais, com a abertura de várias avenidas e despontando como um dos principais destinos turísticos do Nordeste e do Brasil.

Estádio Governador Plácido Castelo
Também conhecido como Arena Castelão, ou simplesmente Castelão, é um estádio de futebol brasileiro localizado em Fortaleza, Ceará, e inaugurado em 1973.
Sua capacidade atual é de até 63.903 pessoas. Está entre os 60 maiores estádios do mundo, é o quarto maior do Brasil e o maior do Norte/Nordeste.[2] É o primeiro estádio da América do Sul a obter a certificação ambiental Leed.
O estádio foi reformado em 2002, e totalmente remodelado em 2012, em decorrência da Copa do Mundo FIFA de 2014, evento do qual foi uma das sedes, recebendo seis jogos, entre eles um jogo das oitavas de final, um das quartas de final e dois jogos da Seleção Brasileira.
Já foi palco de grandes eventos esportivos e culturais, como jogos da Seleção Brasileira e a recepção ao Papa João Paulo II em 1980, em sua passagem pela capital do estado. Entre competições nacionais de futebol, foi sede das finais do Campeonato Brasileiro Série B de 2002, da Copa dos Campeões de 2002, da Copa do Brasil de 1994 e da Copa do Nordeste de 2014 e de 2015.
Em 2013, foi uma das sedes da Copa das Confederações; em 2014, recebeu jogos da Copa do Mundo e, em 2016, foi um dos centros de treinamento para os Olimpíadas de 2016 como parte integrante do Centro de Formação Olímpica do Nordeste, um dos maiores centros de formação esportiva de alto nível do país.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *