26 febrero, 2024

Resultado de imagen para acindar

Acindar nasceu em Outubro de 1942 como resultado da escassez de aço causada pela Segunda Guerra Mundial, que ameaçou seriamente o processo de industrialização argentino e impediu uma parte importante da atividade produtiva do país. Neste contexto, e conscientes da necessidade de se envolver com as comunidades ao seu redor, o Sr. Arturo Acevedo, juntamente com um grupo de empresários, lançou as bases de um projeto que ainda é válido hoje.

A primeira planta de produção foi localizada na cidade de Rosario (província de Santa Fé) e iniciou operações com 450 trabalhadores. Em seu primeiro ano, alcançou uma produção aproximada de 3.500 toneladas de aço. Após anos de crescimento, a Acindar move sua planta de produção para uma propriedade maior com melhor funcionalidade industrial na cidade de Villa Constitución (Santa Fé). Serão realizados o grande projeto de criação de uma planta siderúrgica integrada, que inclui o processo de produção do minério de ferro ao produto final, alcançado com a inauguração das plantas de Redução Direta e Aço.

Devido ao seu crescimento e necessidade de diversificar a sua produção, durante as décadas dos anos setenta e oitenta, a Acindar adquiriu a empresa Santa Rosa e se fundiu com a empresa Gurmendi, produzindo produtos desenhados na planta de La Tablada (província de Buenos Aires) . Também inaugurou a fábrica Indema na cidade de Villa Mercedes (província de San Luis), onde atualmente são produzidas malhas e unhas.

Desta forma, a Acindar foi posicionada como um dos melhores produtores de aço do país. Com esse prestígio, fundiu se com a empresa brasileira Belgo Mineira, pertencente ao grupo de aço Arcelor. Posteriormente, as empresas Arcelor e Mittal, líderes em produção de aço e cobrança em todo o mundo, respectivamente, formaram o Grupo ArcelorMittal.

Hoje, o Grupo ArcelorMittal da Acindar faz parte do grupo de produtores de aço número 1 do mundo. Com operações em mais de 60 países, o Grupo produz mais de 100 milhões de toneladas por ano, o que representa aproximadamente 10% da produção mundial.